Livro [#3 de 2016] – Apenas um dia – Gayle Forman

IMG_0999[1]

Se eu fosse seguir a ordem cronológica deveria falar de outros três livros aqui antes de chegar em Apenas um dia. Talvez eu fale sobre o último livro de 2015 e os dois primeiros de 2016 conjuntamente já que eles compõem uma trilogia (de Stephanie Perkins – Anna, Lola e Isla – que eu li fora da ordem!!). Mas só talvez, porque à medida que a gente se afasta de um livro e começa a mergulhar em outro(s) acaba ficando mais difícil de lembrar das coisas. Anyway. Voltemos ao tema!

É sempre salutar avisar aos navegantes que esta pessoa que vos escreve não tem o mínimo comprometimento em evitar os famigerados ~ spoilers ~ então continuar a leitura é por sua conta e risco. Dito isso, vamos ao que interessa.

Sabe o que é uma leitura frustrante? Não? Então pode vir encontrar um exemplo com este livro. Ok, eu sei que existe uma espécie de continuação com o livro Apenas um ano – que segue a mesma linha do segundo livro narrado pelo personagem principal masculino como em Se eu ficar e Para onde ela foi (que eu até gostei) – e parece que há um terceiro, não publicado em português, que seria Apenas uma noite. Eu sei disso, e vou me explicar.

Entendo que livros que tem sequências, geralmente deixam ganchos gigantescos para o próximo volume. É natural, eu compreendo isso e aceito. Mas este livro começa com um ritmo bom. A menina fazendo um tour pós-high school na Europa, acaba conhecendo um europeu Don Juan e vive aventuras com ele durante o último dia da viagem.

Acontece que o crush some sem explicação e aí a vida dela é ladeira abaixo. E o livro pega carona na descida. São muitas páginas contando o marasmo que se torna a vida da protagonista e a leitura é bastante enfadonha. É como se nada fosse acontecer e parece que está tudo ali cumprindo uma quantidade de páginas determinada. Enfim, até ela começar a se movimentar a procurar por ele é preciso perseverança para continuar a leitura.

Mas ok, essa parte chega. Uma série de pistas malucas vão levando a Allyson de Boston para Paris e de lá para a Holanda e quando ela finalmente encontra o cara, ele está super entrosado com outra mulher e a nossa mocinha finge que está tudo bem e vida que segue (oi?). Mas quando está quase seguindo seu rumo, ela resolve voltar e procurá-lo na casa dele. E quando chega lá ele abre a porta e o livro simplesmente acaba. A-CA-BA! Como assim, Bial?

Frustração total. E aí eu volto à questão das sequências. Entendo que não tinha que explicar tudo, que a história continua, mas a pessoa precisa saber o ponto certo de fazer o corte. E desta vez, o corte foi feito na hora errada. Tanto que eu peguei um abuso tão grande que nem quero ler tão cedo a continuação. Me senti lesada lendo este livro.

Tá bom, não foi um drama tão grande assim para uma leitura de umas cinco ou seis horas. Toda a questão envolvendo Shakespeare é legal e vamos combinar que todo mundo queria um amigo feito o Dee na faculdade, né?

Mas já deu de perder tempo falar desse livro.

Apenas um dia (Just one day)

Gayle Forman

Editora Novo Conceito

1ª Edição – 2014

384 páginas

⭐️⭐️ (só porque ainda estou imbuída de espírito natalino)

FD

Anúncios

Um comentário sobre “Livro [#3 de 2016] – Apenas um dia – Gayle Forman

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s